domingo, 9 de maio de 2010

As 5 mentiras mais comuns em currículos

A luta por uma boa colocação no mercado de trabalho leva muita gente a lançar mão de artimanhas nefastas para a autopromoção. Mentir no currículo é uma das atitudes mais comuns. No ano passado, até a candidata à presidência da República Dilma Roussef foi acusada de colocar no documento títulos que não possui. "Em média, 40% dos currículos trazem algum tipo de informação inverídica", diz Vander Giordano, diretor executivo da Kroll, empresa que atua há 40 anos na área de consultoria em gerenciamento de risco. O problema é, além da desonestidade em si, que o tiro pode sair pela culatra. A mentira não compensa e pode liquidar uma boa chance.


As cinco mentiras mais comuns e mais perigosas, porque facilmente verificáveis, são:

1 - Idiomas: É a mentira mais popular e também a mais fácil de ser identificada. Um simples teste ou uma conversa com o recrutador são suficientes para checar a proficiência no idioma.

2 - Motivo de saída da empresa: Demissões não costumam ser bem vistas. Mas isso não é motivo para transformar uma dispensa individual em uma demissão em massa ou extinção de setor.

3 - Exagerar responsabilidades e salários: Aqui, um projeto realizado em equipe pode virar um triunfo pessoal no currículo. Exageros de competência acontecem aos montes, porém, nem sempre se sustentam.

4 - Tempo de trabalho: O tempo que se dedicou à empresa também costuma ser mudado ou omitido pelos candidatos. Seja porque a pessoa ficou pouco tempo naquela posição e teme ser vista como instável ou com nível de empregabilidade baixo, seja porque a empresa é mal vista no mercado.

5- Formação: Não minta sob qualquer hipótese sobre sua formação. Além de ser um critério bem objetivo, você pode simplesmente não conseguir executar uma função pela falta das competências. Bom senso não faz mal a ninguém.

Fonte: informações do Portal Exame.
Blog:Profissionais de Vendas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.